Natação intensa, ciclismo técnico e corrida violenta. É assim que Sérgio Santos, o homem que ajudou Vanessa Fernandes a trazer uma medalha de Pequim, antecipa a prova olímpica em Tóquio. Outros dos fatores a ter em conta é o stress adicional causado pelo Covid-19.

Sérgio Santos

Quais serão as principais dificuldades que os triatletas vão encontrar na prova de Tóquio? Estes Jogos Olímpicos revestem-se de uma série de condicionantes e desafios pelos quais nunca antes passámos. Para além do calor e humidade, do necessário controlo do nível de poluição da água, as restrições e regras a cumprir devido à pandemia COVID-19 vão obrigar a ajustes que vão impactar nas rotinas dos últimos dias antes das competições. Também a ausência total de público vai retirar uma das facetas mais particulares de competir em Jogos Olímpicos, onde habitualmente milhares de pessoas suportam os atletas ao longo do percurso. Se tiver de destacar dois pontos, não hesito na condições climatéricas e capacidade de passar por todas as restrições COVID-19 de forma tranquila sem provocar stress adicional em cima da competição .

Pode ler o resto da reportagem na Triatleta nº19